sábado, 5 de janeiro de 2013

Dragão não perde, no seu reduto, há 64 jogos para a liga; Domingos estreia-se a vencer; Sporting perde com Paços de Ferreira (0-1) e pode acabar a jornada abaixo da linha de água

FC Porto vence Nacional da Madeira (1-0), e está há 64 jogos sem perder no Dragão para a liga. Já lá vão mais de 4 anos, da última vez que os azuis e branco perderam no seu reduto para a liga. Quanto ao jogo, o Nacional da Madeira entrou com vontade de mostrar serviço frente ao FC Porto, e assim o fez nos primeiros 20 minutos. À passagem do minuto 24, canto de Moutinho e de cabeça Jackson Martinez desvia a bola para o fundo das redes do Nacional da Madeira, desarmando assim a defensiva madeirense. A lesão de James Rodriguez, e a sua consequente substituição ao intervalo, limitou a segunda parte do FC Porto que permitiu um maior caudal ofensivo da equipa madeirense, embora tenha sempre dominado o jogo e pondo à prova por diversas vezes o guarda-redes do Nacional da Madeira, que fez um grande jogo. Para a Bola de Trapos, Vladan (internacional sub-21 por Montenegro), guardião da baliza madeirense é o eleito para melhor em campo.

Domingos Paciência estreou-se a vencer frente ao Málaga (1-0), adversário do FC Porto nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, na 18ª jornada da Liga Espanhola. O Deportivo que entrou em campo com três portugueses (Pizzi, André Santos e Bruno Gama) marcou o golo da vitória à passagem do minuto 57' por intermédio de Pizzi. Nelson Oliveira, regressado de lesão, entrou à passagem do minuto 68'.
O Deportivo soma assim 15 pontos, e sai provisoriamente do último lugar.


O Sporting voltou a escorregar, desta feita diante do Paços de Ferreira, que foi a Alvalade vencer por 1-0, com um golo do peruano Paolo Hurtado, na última jogada da primeira parte. Com este resultado, os leões afundam-se ainda mais na classificação e pode mesmo acabar a jornada nos lugares de despromoção. Nas bancadas, o adeptos voltaram a demonstrar a sua insatisfação, e pediram a demissão do presidente Godinho Lopes, que parece estar a perder o pouco espaço de manobra que ainda lhe restava. O que se passa com o Sporting? Quem é/são os principais responsáveis por esta situação? Será o plantel assim tão fraco, ou a equipa tem potencial para mais do que um 13º lugar?

Quanto ao jogo, o Sporting até entrou melhor, com Adrien, Wolfswinkel e Capel a levar o perigo à baliza de Cássio. O espanhol do Sporting teve mesmo a melhor ocasião de golo da primeira parte, ao atirar ao poste, depois de um cruzamento de Jeffren, no entanto, fica a sensação que o extremo podia ter feito melhor, uma vez que cabeceia a bola junto ao relvado, quando devia ter usado o pé. Contudo, foram os Castores que se adiantaram no marcador, por intermédio de Hurtado, num lance em que Cedric só teve olhos para a bola. Na segunda parte, o Sporting foi à procura do empate, mas sem grande critério nas suas ações, demonstrando a intranquilidade que se abateu sobre a equipa, que não consegue dar resposta aos momentos negativos.
O jogo acabou com grande contestação nas bancadas, com os adeptos a pedir a demissão de Godinho Lopes.

1 comentário:

  1. Resultado justo seria Sporting 0-3 Paços de Ferreira.

    ResponderEliminar